Instituto Raices_LOGO APROVADO.png

A ORIGEM DA LOGOMARCA E SEU INCRÍVEL SIGNIFICADO!

A explicação da nossa logomarca e nome, como chegamos até aqui,

com essa identificação do que propomos e somos, ou seja,

a nossa Essência em Imagem!

Quando este nome "Raices" foi canalizado e percebido juntamente com a imagem da LOGOMARCA como forma de Identificação Visual do que nascia, o Nome em si complementava e casava com a ideia da imagem e a essência.

Raices Instituto nasceu de um processo de autoconexão de seu criador, Julian Navarro, que desde a infância iniciava seu olhar e curiosidade sobre as plantas, pedras, incensos, cristais, pêndulos, cura com as mãos, florais e Tarot. Julian sempre esteve cercado de pessoas que atuavam como "Orientadores", ensinando sobre a Espiritualidade e assunto Esotéricos. 

 

Então aos 15 anos aprendeu oficialmente sua primeira ferramenta terapêutica, o Tarot de Marselha. Depois disso, o caminhar foi florescendo como deveria ser...

 

Hoje o Raices conta com diversas possibilidades atuantes para o bem comum, através do olhar para o Indivíduo e suas Relações, aproximando este dos Seus e do Todo, na busca pelo Despertar da sua Consciência no sentido de perceber o além do que já está conhecido para si, conquistando uma nova forma de caminhar, de perceber e de sentir sua Vida, seus sabores, suas relações e perspectivas.

O Raices veio com a honra a ancestralidade do seu criador, com familiares adeptos e praticantes de movimentos de Espiritualistas, trazendo assim a força da linhagem direita, do lado do Pai e da Mãe.

No Logo encontramos como figura central uma Árvore, como origem da Vida, presente nesta simbologia muitos aspectos e essencialmente a Mãe, a Terra e a sua conexão através das Raízes em forma de Mãos que se conectam ao solo. Essa conexão ao solo com as mãos nos mostra que sempre devemos lembrar da nossa origem, de onde viemos e de qual árvore germinamos.

A simbologia da Gestalt Terapia está presente no caule da árvore e tem em sua representação o movimento de levar a Seiva da raiz para todas as pontas, inclusive as folhas que formam do topo da copa até a simbologia dos olhos que se formam na extremidade interna na cor verde.

Esta seiva é a Vida que chega e que passa, seguindo e ramificando todo o Ser, o sistema como uma célula. Ela possibilita Tudo. Aceitar essa Seiva é aceitar a Vida.

Ainda olhando para a Gestalt, temos as faces no caule que se olham, pacificas, frente a frente, olhos nos olhos, com diversas possibilidades de Ser, diferente da entificação do Ser.

Através da comunicação positiva a seiva pode fluir, subir e vitalizar toda a árvore.

Mais para cima encontramos três Seres ou pessoas, uma mais presente a frente e duas ao fundo, representando nossos Pais, a nossa Origem da Vida. O contato que chegamos das raízes, passamos pela Seiva no Caule e chegamos então ao contato com os nossos Pais.

Ao aceitarmos os Pais podemos crescer e termos força para um copa robusta e que chegue a tocar os céus, conhecendo e acessando o Todo, e então chegamos a simbologia do topo, a flor que se abre como o terceiro olho do Logo, conectando o aqui agora com o Supremo, com a Origem Maior da Vida. Eis a Transcendência nesta possibilidade que se apresenta.

Cada letra do Raices significa também um direcionamento e são elas: Resolução - Ativa - Interpessoal de - Conflitos - Existenciais e- Sistêmicos: Raices.

A você que se conecta com essa mensagem, este Instituto irá te acolher nas mais possibilidades formas que se apresentam.

Mantemos nosso nome como "Raices Instituto" pois o Essencial é Simples e é ele que conta.

Em toda essa essência como apresentado aqui nesse texto, há tanto que não cabe em palavras para resumir em um nome. Eis a diferença entre o Ser e a Entificação. O Ser tem possibilidades, o Ente é restrito e estático. O Ser é infinito. E aqui Somos infinitas possibilitamos e cada dia nos moldando em novas formas e molduras, sem nos limitarmos pois a Alma é livre e podemos conquistar tudo o que desejarmos Ser e Estar.

Gratidão,

Raices Instituto.